9.1.07

Censura ao YouTube



A "modelo" Daniela Cicarelli em ação na provinciana Justiça paulista consegue bloquear o acesso ao YouTube no Brasil

Quem faz sexo em lugar público assume o risco da exposição da própria intimidade. Deste modo é absurda a determinação do tribunal paulista. Processados poderiam ser o Sr. Renato e a Sra. Cicarelli por ato obsceno, mas a Espanha deve possuir critérios diferentes e menos hipócritas para interpretar suas leis.


"Um Tribunal de São Paulo, determinou o bloqueio aos internautas no Brasil o acesso ao vídeo em que aparecem o empresário Renato Aufiero Malzoni Filho e a modelo Daniela Cicarelli, em uma praia na Espanha, no site Youtube.

O vídeo mostra o casal em cenas de namoro e mantendo relações sexuais. O vídeo, que foi um dos mais assistidos na Internet brasileiro, apesar de já ter sido apagado várias vezes de vários sites, continuou acessível no Youtube, uma vez que os cibernautas voltam a colocar as imagens no YouTube. Em dezembro, o casal recorreru novamente ao Tribunal, exigindo que o site saísse do ar enquanto o comprometedor vídeo do casal não fosse totalmente apagado.

O pedido foi formulado por Renato porque o site ainda exibe o filme, apesar de decisão anterior do Tribunal, tomada em setembro do ano passado, que proíbe a veiculação. A Justiça paulista determinou que o bloqueio judicial do Youtube aos internautas brasileiros seja feito pelas empresas brasileiras que controlam as linhas internacionais (backbone). O site Youtube foi adquirido no ano passado pela Google". (port.pravda.ru)




Matéria completa:
http://port.pravda.ru/sociedade/incidentes/05-01-2007/14765-cic-0

Início da história:
http://oglobo.globo.com/cultura/mat/2006/09/19/285730102.asp

Link de site com o vídeo (para maiores de 18 anos):
http://www.porkolt.com/other/

21.12.06



Senador Bornhausen inspirado nos tempos em que
era leal aliado da ditadura cala professor da Uerj


Mais de oito mil intelectuais, artistas e militantes políticos já se manifestaram em apoio ao professor Emir Sader, condenado à perda de seu cargo na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) e a um ano de detenção em regime aberto depois de processo movido pelo senador Jorge Bornhaunsen (PFL-SC).

Em 28 de agosto de 2005, Emir Sader escreveu um artigo criticando uma declaração do senador, que, referindo-se ao PT, dizia que o País "vai se ver livre desta raça, por, pelo menos, 30 anos". Em seu texto, Sader chama Bornhausen de racista: "O senador Jorge Bornhausen é das pessoas mais repulsivas da burguesia brasileira. Banqueiro, direitista, adepto das ditaduras militares, do governo Collor, do governo FHC, do governo Bush, revela agora todo o seu racismo e seu ódio ao povo brasileiro com essa frase, que saiu do fundo da sua alma - recheada de lucros bancários e ressentimentos."


Matéria na íntegra:
http://terramagazine.terra.com.br/interna/

Leia o artigo de Emir Sader que originou a ação:
http://cartamaior.uol.com.br/templates/colunaMostrar

Repercussão do fato no Observatório da Imprensa:
Artigo 1
Artigo 2

11.9.06

Xô Sarney!!! O censor do Amapá



UOL retira blog do ar por conter críticas a Sarney, o eterno controlador da mídia maranhense a agora da imprensa amapaense

A jornalista Alcinéa Cavalcante atua no Amapá e possuía um blog no UOL onde publicou a charge acima. O UOL acatou a "recomendação" do TSE para que retirasse o blog do ar, após queixa dos advogados do "Rei do Maranhão". A jornalista agora publica pelo blogspot.com, portanto livre dos tentáculos perniciosos e pegajosos do velho jeito de fazer política no Brasil. E longe das instituições privadas de comunicação que sequer se dão ao trabalho de combater as ações antidemocráticas. Abaixo o "cala a boca"! Abaixo a censura!

Blog da Alcinéa Cavalcante:
http://alcineacavalcante.blogspot.com/

Vídeo no YouTube sobre o fato:
http://www.youtube.com/watch?v=Qupe8wbs3Eg

16.8.06

Sarney - O censor do Maranhão



Jornal é censurado por “denegrir imagem”
de José Sarney


por Paulo Moreira Leite (http://blog.estadao.com.br/blog/paulo/)

"Um jornal do Amapá (Folha do Amapá) foi proibido de veicular uma manchete considerada negativa contra José Sarney, candidato ao senado. O texto dizia: 'Sarney importa mão-de-obra para campanha' e, segundo o juiz-auxiliar do TRE que assinou a medida, acabou por 'denegrir a imagem' do senador. Não é nem questão de discutir o mérito da frase. É só lembrar quanta coisa muito pior poderia 'denegrir a imagem' de Sarney. A Constituição garante a liberdade de imprensa e proibe a censura prévia. A expressão 'denegrir a imagem' esteve na moda durante o regime dos militares, que ao menos eram coerentes: para não correrem o risco de que serem 'denegridos' eles mantinham censores das redações. Pelo seu funcionamento, a Justiça Eleitoral não age por conta própria. Reage quando é acionada pela parte que se considera vítima. Ou seja: a censura só entrou em ação porque os partidos que apoiam a candidatura de um ex-presidente da República foram bater à sua porta. Este caso não é o primeiro. O ex-governador do Rio Anthony Garotinho também conseguiu que a Justiça proibisse, no passado, reportagens do jornal O Globo. Um absurdo". (29.01.2006)

Matéria no UOL sobre o fato:
http://eleicoes.uol.com.br/2006/estados/amapa/

Leia a matéria que foi censurada:
http://www.badaueonline.com.br/2006/7/30/

Link para a Folha do Amapá
(consta no site que a matéria foi retirada por determinação judicial):
http://www.folhadoamapa.com.br/

2.8.06

América Latina – Censura e violência contra jornalistas



Ao terminar o trimestre abril, maio e junho de 2006, a Relatoria Especial para a Liberdade de Expressão mostra sua preocupação pelos assassinatos de três jornalistas, mais de 50 episódios de agressões físicas contra comunicadores sociais, os processos penais em curso contra jornalistas e a existência de iniciativas legislativas regressivas em matéria de liberdade de expressão. A Relatoria expressa preocupação pela ocorrência de uma série de outros fatos destinados, igualmente, a tratar de silenciar jornalistas e meios de comunicação críticos de funcionários públicos e governos.

Estes fatos incluem: destinação discriminatória de publicidade oficial, CENSURA PRÉVIA, comunicados por parte de altas autoridades, demissões, denúncias de espionagem e episódios de discriminação no acesso a atos oficiais.

No Brasil, a Relatoria Especial observa que houve dois episódios de censura prévia ordenada pelo Poder Judiciário, através de medidas cautelares. No Chile, a informação correspondente ao período analisado inclui a confirmação da sentença de prisão de quatros jornalistas e as agressões por parte de policiais a jornalistas que efetuavam seu trabalho pelas ruas. Na Colômbia, a informação recebida indica a existência de vários episódios de agressões contra jornalistas, incluindo a agressão e detenção de vários jornalistas que cobriam uma manifestação indígena, que tiveram confiscados e destruídos seus equipamentos. (Adital 17.07.2006)

Veja matéria completa no site da ADITAL
(Agência de Notícias da América Latina e Caribe):

http://www.adital.com.br/site/noticia

Capas de discos modificadas em diversos países (I)

Vários artistas vêm sendo obrigados a mudar as artes originais das capas de seus discos e cds, há décadas, por pressões de diversas naturezas. Abaixo estão exemplos em variados gêneros musicais:

Rolling Stones - Beggars Banquet (1968)


Frank Zappa - We´re Only In It For The Money (1968)


The Jimi Hendrix Experience - Eletric Ladyland (1968)


Yes - Time And a Word (1970)


Gal Costa - Índia (1973) saiu nas lojas com embalagem plástica azul opaca


Chico Buarque - Calabar (1973)

Capas de discos modificadas em diversos países (II)

Mais exemplos:

Roxy Music - Country Life (1974)




Scorpions - Virgin Killer (1976)





Sex Pistols - Never Mind the Bollocks, Here's the Sex Pistols (1977)




Scorpions - Loverdrive (1979)





Bon Jovi - Slippery When Wet (1986)


Guns and Roses - Appetite for Destruction (1987)


Capas de discos modificadas em diversos países (III)

Mais exemplos:


Poison - Open Up and Say… Ahh! (1988)




Hurricane - Slave to the thrill (1990)




Great White - Hooked (1991)




Cannibal Corpse - Tomb Of The Mutilated (1992)




Pantera - Far Beyond Driven (1994)




Black Crowes - Amorica (1994)

26.7.06

Fotógrafo moçambicano foi censurado em 2003 por motivos religiosos em exposição africana




A exposição "Iluminando Vidas – Fotografia Moçambicana 1950-2001" apresenta diversos fotógrafos de Moçambique em exibições itinerantes pelo continente africano e europeu. Em Bamako, capital de Mali, o moçambicano José Cabral teve suas fotografias retiradas da exposição por motivações religiosas. Suas fotografias apresentavam mulheres nuas. O fotógrafo tentou negociar com a curadoria, mas não obteve êxito em manter seu trabalho completo na exposição. Ao invés das três fotografias selecionadas, para integrar à exibição, apenas uma seria exposta. Cabral não se furtou em manifestar sua indignação e escreveu ao lado da fotografia que permaneceu "as minhas outras fotografias não foram expostas porque foram censuradas".




Site do projeto Iluminando Vidas:
http://www.iluminandovidas.org/

Perfil do fotógrafo:
http://www.iluminandovidas.org/pages/jose.html


Dados de José Cabral:
http://www.artafrica.gulbenkian.pt/html/artistas/

Informações sobre a censura:
http://www.zapper.xitizap.com/xitizap%208/page2.html

25.7.06

Governo Bush censurou a MTV em 2004?

Supostamente, três anúncios da MTV americana
foram impedidos de veiculação por minimizarem
o atentado do WTC diante da AIDS, da fome
e da miséria. Alguém duvida?




Texto ao lado dos prédios do World Trade Center:

2.863 mortes
Texto do cartaz:
HIV positivo, por favor ajude-me
Texto ao lado do homem:
40 milhões de infectados no mundo
O mundo unido contra o terrorismo
Deviam fazer o mesmo contra a AIDS



Texto ao lado dos prédios do World Trade Center:
2.863 mortes

Texto ao lado e abaixo do menino:
824 milhões de pessoas desnutridas no mundo

O mundo unido contra o terrorismo
Deviam fazer o mesmo contra a fome



Texto ao lado dos prédios do World Trade Center:
2.863 mortes

Texto ao lado do homem:
630 milhões de indigentes no mundo

O mundo unido contra o terrorismo
Deviam fazer o mesmo contra a pobreza

Repercussão da censura em site norte-americano:
http://www.couplescompany.com/Features/Politics/2005

Clipe dos Strokes foi censurado na MTV



Fãs cultuam clipe gay censurado dos Strokes

O diretor do mais recente clipe do grupo nova-iorquino "The Strokes" acusou a MTV de censurar o vídeo, que traz cenas de carícias e beijos trocados entre jovens do mesmo sexo.

Em protesto, Michael Palmieri decidiu exibir o clipe sem cortes em seu site --baixado atualmente por fãs no mundo inteiro. Imagens de línguas, cuecas, calças arriadas e de um orgasmo foram cortadas na edição.

O vídeo é da música "Juicebox", do álbum recém-lançado "First Impressions of Earth". O clipe mostra gestos libidinosos de uma senhora, beijos entre garotas, pegação masculina em banheiro e vômitos.No vídeo, a banda aparece em apresentação ao vivo em uma emissora de rádio em Nova York. Para os fãs, é o clipe mais ousado do grupo mesmo após os cortes. No Orkut, já existem comunidades cultuando o clipe.

Matéria na íntegra (Folha Online 19.01.2006):
http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u56962.shtml

Veja o clipe no site do diretor Michael Palmieri:
http://www.michaelpalmieri.com/musicvideos/strokes_juicebox.mov