6.6.06

IBGE - Censura prévia e controle da informação



"Censura prévia" no IBGE: desgraça pouca é bobagem

Por Luiz Weis - 01.02.2005

A medida idiota é a portaria assinada pelo ministro interino do Planejamento, Nelson Machado, que manda o IBGE encaminhar ao governo, pelo menos 48 horas antes de tornar públicas, as suas pesquisas chamadas estruturais, como a Síntese de Indicadores Sociais, a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios e a Pesquisa de Orçamentos Familiares.

Segundo o ex-presidente do IBGE entre 1994 e 1998, Simon Schwartzman, citado pelo Globo, no seu tempo essas pesquisas já eram enviadas dois dias antes, "pratica usada em qualquer parte do mundo".

Segundo O Estado de S.Paulo, citando o IBGE, no tempo de Fernando Henrique o governo exigia conhecimento prévio de duas horas não daquelas, mas das pesquisas chamadas conjunturais, como a Pesquisa Mensal de Emprego e o Índice de Preços ao Consumidor Amplo. Nesses casos, em 2003, o governo Lula aumentou o prazo para um dia – e acaba de aumentar para dois, nos demais.

Artigo completo:

http://observatorio.ultimosegundo.ig.com.br