4.7.06

Artigo - Opus Dei, Geraldo Alckmin e a Censura

Por Adriano Kassawara de Castilho

Após o sucesso da ficção "O Código da Vinci", entrou em cena um grupo antes discreto e desconhecido: a Opus Dei, ou "Obra de Deus". Com denúncias fantasiosas acerca da instituição, o livro e posterior filme quase foram censurados em diversos países. Poucas vezes uma obra comercial causou tão acirrados debates internacionais, e a Opus Dei finalmente foi percebida. Quando veio à tona a formação religiosa do candidato à Presidência Geraldo Alckmin, suspeitamente ligada à Obra, passou-se a questionar sua capacidade de manter uma postura laica, imparcial e favorável à liberdade religiosa e artística, postura esta exigida pelo cargo ao qual está se postulando. Desde então, pululam denúncias acerca de suas relações devassas com a extrema direita cristã.

O que é, enfim, a Opus Dei?

A Opus Dei, fundada em 1928 pelo católico espanhol Josemaría Escrivá, é uma prelazia pessoal (espécie de circunscrição da Igreja) católica, cujo objetivo declarado é difundir os ensinamentos cristãos. Muito além de uma simples agremiação de religiosos, é uma peça-chave do Vaticano na dispersão de suas idéias tradicionalistas e reacionárias, atuando ativamente no combate a movimentos como a Teologia da Libertação e na censura de manifestações que vão de encontro aos ideais cristãos.

Talvez o mais surpreendente na Obra seja a existência de um Index Librorum Prohibitorum: uma lista de obras proibidas para os membros da instituição. A prática reedita uma histórica atrocidade da Igreja Católica Romana, presente na época da Inquisição, quando a Igreja ordenava a destruição de obras contrárias a seus dogmas. Classificados de 1 (livros pouco recomendados) até 6 (livros expressamente proibidos, para os quais é necessária autorização do Prelado de Roma), há, na lista de mais de 60 mil livros, autores de diversas nacionalidades e tendências, desde Karl Marx, Voltaire e Eça de Queirós até Paulo Coelho, Monteiro Lobato e Guimarães Rosa. A lista se mantém restrita aos seguidores da seita. Por enquanto.

Durante a corrida presidencial, tornou-se explícita a ligação de Geraldo Alckmin à Obra. Conforme denunciou a Revista Época, em edição de Janeiro/2006, o candidato freqüenta encontros noturnos do grupo no Palácio dos Bandeirantes. Segundo colegas das aulas de formação cristã, Alckmin não falta a nenhuma reunião; não deixou de comparecer nem mesmo durante a campanha pela reeleição, em 2002. Um de seus ensinamentos preferidos:
"acostuma-te a dizer que não", do fundador Escrivá, uma clara e inadmissível menção à censura. Quando questionado sobre suas ligações com a Opus Dei, Alckmin limita-se a negar, mas entra freqüentemente em contradição a respeito do assunto. A ligação com membros da Opus Dei teria começado na anulação do casamento da primeira-dama Lu Alckmin, que se casara e fora a Londres com o marido; lá, ao descobrir que este fazia parte de uma comunidade hippie, decidiu voltar. Para se casar na Igreja, Alckmin procurou a Obra, que intercedeu junto ao Vaticano e conseguiu a anulação do primeiro casamento de Lu.

Há mais evidências dos laços estreitos entre o ex-governador e alas conservadoras da Igreja: em Fevereiro de 2006, o ex-secretário da Educação Gabriel Chalita impediu que um terreno de 87 alqueires em Lorena fosse destinado à Unesp; o governo do Estado cedeu o terreno à TV e Rádio Canção Nova, da qual Chalita é apresentador. A Canção Nova é ligada à Igreja Católica, e dedica sua programação à difusão do ideal cristão.

É extremamente questionável a pertinência, em uma democracia que se julga laica, de valores fascistas e medievais como os defendidos pela Opus Dei. Assim, é também questionável a capacidade do candidato Alckmin de respeitar instituições inerentes a uma sociedade verdadeiramente democrática, como liberdade de expressão, pluralidade religiosa e laicismo do Estado. Resta a indignação e a luta para que não prevaleça o obscurantismo representado por Alckmin, Opus Dei e sua corja.

Index Librorum Prohibitorum, lista com livros proibidos pela Opus Dei:
http://www.opuslibros.org/Index_libros/guia2.zip

Matéria da revista Época acerca da ligação entre
Geraldo Alckmin e a Opus Dei:
http://revistaepoca.globo.com/Epoca/

Artigo da Agência Carta Maior revela denúncias sobre Alckmin,
incluindo cessão irregular de terreno à rádio católica:
http://agenciacartamaior.uol.com.br/

7 Opine!

Blogger Carlos Maestre disse...

Excelente trabalho =D
Continue assim. Liberdade de expressão, mas com limites sensatos =)

quinta-feira, julho 06, 2006 1:40:00 AM  
Anonymous Raphael disse...

Concordo com meu amigo. Belo trabalho você faz aqui. Por acaso é ou pretende ser jornalista?

quinta-feira, julho 06, 2006 11:20:00 AM  
Anonymous silvia disse...

Adriano, vc tem jeito para crítico: é consciente, fundamenta o que diz e cita as fontes. Muito bem!

segunda-feira, julho 24, 2006 11:46:00 PM  
Anonymous Anônimo disse...

camba velho vc eh foda...eh dificil ver pessoas com pensamentos assim...e digo uma coisa.. tenho amigo padre...e digo sem mentira eles sao liberais...fazem o q qerem,fumam bebem assistem filme porno e assim...foda-se o mundo eh podre e o "ano de aquario " esta ai pra libertaçao do mundo.. valeu pelo seu trablho continue assim.

quarta-feira, fevereiro 17, 2010 6:31:00 PM  
Anonymous Anônimo disse...

Since thеn, I have beеn feasting on pіping hot, deliciouѕ hοme coоked
pizzas, whіch I have eaten whilst sitting on
the beаch at night. Sprіnkle the tοp with Italian seasonings for gaгnish and additionаl
flavor. Although the сreation οf flat brеaԁ ωith
toppings гesembleѕ а green-onіon ρancaκe, іt remains
a mystery still whetheг thе history of pizza staгts
with Ϲhina.

Also visit mу blоg pampered chef pizza stone amazon

terça-feira, abril 09, 2013 9:54:00 AM  
Anonymous Anônimo disse...

These aгe actuаlly impressіve ideaѕ in regarding blogging.
Yоu have touched some gοod рointѕ
here. Any way kеep up wrinting.

My site wiki.gulbac.org.ar

sábado, abril 13, 2013 11:02:00 AM  
Anonymous Anônimo disse...

http://www.maps.google.com/ - [url=http://www.wikipedia.org/]wiki[/url]
mail

sexta-feira, abril 26, 2013 10:38:00 AM  

Postar um comentário

<< Home